O Bom e o Mau

site220915

Estudando, recentemente, os reis do Antigo Testamento que andaram após Deus “…de todo o seu coração…” (1 Reis 14:8) e são um exemplo a seguir (3:14; 11:38). Os reis maus são conhecidos por sua obstinada rejeição a Deus e por liderar os seus súditos à idolatria. O rei Jeroboão, o primeiro a governar Israel após a divisão do reino, em seu legado é lembrado como um dos piores reis “…pelos pecados que […] cometeu e pelos que fez Israel cometer” (14:16). Pelo seu mau exemplo, muitos reis que vieram depois são comparados a ele e descritos como tão maus como ele foi (16:2,9,26,31; 22:52).
 
Cada um de nós tem um local de influência e podemos usar esta influência para o bem ou para o mal. Uma fidelidade ilimitável a Deus é uma luz que resplandecerá e deixará um legado de bondade.
 
Nós temos o privilégio de glorificar o Senhor. Que outros vejam Sua luz brilhando em nós e sejam atraídos à Sua bondade.
Para Refletir: A menor luz ainda brilha na escuridão da noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *