Muito Obrigado

ls0002

Texto que escrevi para me despedir da 1ª IPI de Machado


 

Estou indo embora…. Eu e a minha família mudaremos, em poucos dias, para Cerqueira César. Alguns me perguntam se estou triste; outros perguntam se estou alegre.

Estou triste porque vou deixar o convívio de irmãos e irmãs que aprendi a admirar e a amar; porque vou viver distante de pessoas maravilhosas que têm a extraordinária capacidade de me inspirar os melhores sentimentos.

Mas estou contente porque vou embora com a consciência do dever cumprido. Não estou aborrecido com ninguém. Não estou aborrecido com nada. Estou indo embora simplesmente porque tenho consciência de que venceu o tempo de Deus para o meu ministério aqui em Machado.

Estou feliz porque o Senhor que até aqui me ajudou, certamente continuará conduzindo os meus passos.

Recentemente assisti a um vídeo que falava sobre o tratado de Gratidão de Tomás de Aquino. O Tratado da Gratidão de Tomás de Aquino tem três níveis de gratidão: um nível superficial, um nível intermédio e um nível mais profundo.

O nível superficial é o nível do reconhecimento, do reconhecimento intelectual, do nível cerebral, do nível cognitivo do reconhecimento. O segundo nível é o nível do agradecimento, do dar graças a alguém por aquilo que esse alguém fez por nós. E o terceiro nível mais profundo do agradecimento é o nível do vínculo, é o nível do sentirmos vinculados e comprometidos com essas pessoas.

E de repente descobri uma coisa na qual eu nunca tinha pensado, que em inglês ou em alemão se agradece no nível mais superficial da gratidão. Quando se diz “thank you” ou quando se diz “zu danken” estamos a agradecer no plano intelectual.

Que na maior parte das outras línguas europeias, quando se agradece, agradece-se no nível intermediário da gratidão. Quando se diz “merci” em francês, quer dizer dar uma mercê, dar uma graça. Eu dou uma mercê, estou grato, dou uma mercê por aquilo que me trouxe, por aquilo que me deu. Ou “gracias” em espanhol, ou “grazie” em italiano. Dou-lhe uma graça por aquilo que me deu e é nesse sentido que eu lhe agradeço, é nesse sentido que eu estou grato.

Aprendi que só em português, é que se agradece com o terceiro nível, o terceiro nível, o nível mais profundo do tratado da gratidão. Nós dizemos “obrigado”. E obrigado quer dizer isso mesmo. Eu fico obrigado. Fico obrigado perante vocês. Fico vinculado perante vocês. Fico comprometido a um diálogo, agradecendo a nossa estada, agradecendo a vossa atenção. Fico obrigado, vinculado, a continuar a amizade e a poder contribuir, na medida das minhas possibilidades, para os nossos projetos, para os nossos trabalhos, para as nossas reflexões, para a nossa fé.

É nesse diálogo que quero e é nesse sentido que eu vos digo: “muito obrigado”.

Tiago, Luisa, Júlia e Lívia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *