Academia da Alma: Desenvolvendo uma espiritualidade saudável [Aula 1]

Good_Seed_00041048

Tema: Entrega! O primeiro passo para a integridade

Texto: “Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nEle, e Ele agirá”. (Salmo 37.5 – NVI)

Para Pensar:

“Meu trabalho [como técnico do time] é levar as pessoas a fazerem o que não querem fazer para alcançarem o que sempre quiseram alcançar”. (Tom Landry).

TENTAÇÕES À NÃO-ENTREGA
1. A comparação, que produz decepção (por causa da prosperidade dos outros, especialmente dos maus).

2. A ansiedade diante do que nos pode acontecer. (Ainda conservamos parte de nosso complexo de Deus.)

3. Uma visão excessivamente limitada de Deus.

RAZÕES PARA A ENTREGA

1. A impossibilidade do controle. Nós não somos capazes de dirigir nosso próprio destino.

2. O amor de Deus (João 3.16), graça em operação, operação ainda hoje se realizando. “Ficamos surpreendidos por encontrar os olhos de Jesus abertos em assombro, profundos em compreensão e gentis em compaixão” (Brennan Manning. O evangelho maltrapilho, p. 28.)

3. A justiça de Deus. (Se queremos ver a justiça de Deus, mantenhamos os olhos nEle).

PASSOS PARA RECEBER A PROMESSA

Como temos salientado, esta promessa é condicional. Depende da aceitação de um convite.
Releiamos alguns dos versos sobre este convite.

Verso 3 – Confie no Senhor e faça o bem; assim você habitará na terra e desfrutará segurança.

Verso 4 – Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração.

Verso 5 – Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá.

Verso 7 – Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência.

Verso 34a – Espere no Senhor e siga a sua vontade. Ele o exaltará, dando-lhe a terra por herança; quando os ímpios forem eliminados, você o verá.

Que verbos doces! Que verbos amargos.

Confie.
Deleite-se.
Entregue.
Descanse.
Espere.

Eu vejo um progresso nestes verbos.

1. Confie em Deus. Ou confiamos em nós mesmos ou confiamos em Deus. Esta é a escolha mais importante da vida, que determina todos os demais passos. “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas. Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema o Senhor e evite o mal” (Provérbios 3.5-7) Com certeza, “Aquele que defende o meu nome está perto. Quem poderá trazer acusações contra mim? Encaremo-nos um ao outro! Quem é meu acusador? Que ele me enfrente! É o Soberano, o Senhor, que me ajuda. Quem irá me condenar? Todos eles se desgastam como uma roupa; as traças os consumirão. Quem entre vocês teme o Senhor e obedece à palavra de seu servo? Que aquele que anda no escuro, que não tem luz alguma, confie no nome do Senhor e se apóie em seu Deus (Isaías 50.8-10). É esta a sua escolha: confiar em Deus? Para confiar em Deus, você precisa se deleitar em Deus.

2. Deleite-se em Deus. Deixemo-nos tomar por uma grande afeição por Deus. Não podemos amá-Lo como Ele nos ama, mas devemos amá-lo de todo o nosso coração, de toda a nossa alma e de todas as nossas forças (Deuteronômio 6.5). Com este amor, coloque os seus desejos diante dEle. Antes de os colocar, pergunte a Deus se você deve ter os desejos que anda tendo. Queremos ter o que precisamos ou queremos ter o que os outros têm? Deleitar-se em Deus é parar de idolatrar a si mesmo, o fundamento da religião do “eu mereço”. Se amamos a nosso Deus, podemos entregar a ele os nossos desejos.

3. Entregue-se a Deus. Somos chamados a entregar o nosso caminho ao Senhor e não a parar de caminhar. Sigamos caminhando, mas entreguemos nossa caminhada ao Senhor. Ele nos redime do passado. Ele nos ilumina o presente. Ele nos sinaliza o futuro. Se as finanças estão apertadas, paremos de gastar o que não ganhamos; esta é a caminhada do justo que Deus abençoa. Se o futuro parece sombrio, estudemos mais para ter um emprego melhor; esta é a caminhada que Deus abençoa. Se os relacionamentos não duram, paremos de ser agressivos com os outros; esta é a caminhada justo que Deus abençoa. Se nossas emoções estão em frangalhos, procuremos ajuda; esta é a caminhada que Deus abençoa. Se a Bíblia não tem sido palavra de Deus aos nossos corações, voltemo- nos para suas páginas de vida; esta é a caminhada que Deus abençoa. A quietude (o nada fazer e esperar) faz parte da caminhada, que tem momentos de corrida e descanso, suor e sono. Depois da entrega, vem o descanso; não antes. Se você tem uma mensagem a levar, você não a leva? Se você não tem que fechar sua loja, você não a fecha?

4. Descanse em Deus. O homem rico, que procurou Jesus, fez uma oração diferente e equivocada: ele queria descansar nos seus bens, que trazem mais fadiga. Perdeu o principal, embora tenha conservado o secundário. Nossa oração deve ser a do salmista: “Descanse somente em Deus, oh minha alma; dele vem a minha esperança” (Salmo 62.5).

5. Espere em Deus. Os ímpios estão numa boa? Pare de olhar para a sua mansão e espere em Deus. O sapato está apertando? Solte o cadarço e espere em Deus.

Eu digo: “eu posso”; Deus me corrige: “confie em mim”.
Eu afirmo: “eu mereço”: Deus me convida: “deleite- se em mim”.

Eu retenho, porque é meu. Deus me pede: “entregue-me”.
Eu me esforço. Deus diz: “descanse em mim”.
Eu pergunto: “de onde me virá o socorro?”. Deus responde: “espere em mim”.

Como ensinou Thomas R. Kelly, “não ranja seus dentes e cerre seus punhos e diga: ‘Eu quero. Eu quero’. Relaxe. Não interfira. Submeta-se a Deus. Aprenda a viver na voz passiva e deixe a vida ser desejada através de você, porque ‘eu quero’ não rima com obediência”

ACORDE

1. Faça um inventário pessoal, perguntando-se: “Tenho realmente entregue minha vida a Cristo?“. (AUTOCONHECIMENTO)

2. Confesse o seu pecado (ou pecados) nesta área da sua vida, admitindo sua dificuldade e pedindo perdão e orientação para mudar. (CONFISSÃO)

3. Ore especificamente sobre este assunto. Se quiser, use a oração do puritano anônimo. Torne-se a sua. Reescreva-a para incluir sua própria história nela. (ORAÇÃO)

4. Medite sobre o assunto. Concentre-se na verdade bíblica: “Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nEle, e Ele agirá” (Salmo 37.5 — NVI). Memorize este versículo. (REFLEXÃO)

5. Decida viver a dinâmica da entrega. Há um preço a ser pago; decida pagá-lo. (DECISÃO)

6. Empenhe-se para se entregar. Vigie para não retroceder. Mude seus hábitos. (ESFORÇO)

LEITURAS SUGERIDAS

BONHOEFFER, Dietrich. Resistência e submissão. São Leopoldo: Sinodal, 2003.

CRABB, Larry. Conversa da alma. São Paulo: Mundo Cristão, 2005.

MANNING, Brennan. O evangelho maltrapilho. São Paulo: Mundo Cristão, 2005.

SCHALKWIJK, Francisco Leonardo. Confissão de um peregrino: para entender a eleição e o livre-arbítrio. Viçosa: Ultimato, 2002.

TOZER, A.W. A conquista divina. São Paulo: Mundo Cristão, 1985.

BONHOEFFER, Dietrich. Resistência e submissão. São Leopoldo: Sinodal, 2003.

CRABB, Larry. Conversa da alma. São Paulo: Mundo Cristão, 2005.

MANNING, Brennan. O evangelho maltrapilho. São Paulo: Mundo Cristão, 2005.

SCHALKWIJK, Francisco Leonardo. Confissão de um peregrino: para entender a eleição e o livre-arbítrio. Viçosa: Ultimato, 2002.

TOZER, A.W. A conquista divina. São Paulo: Mundo Cristão, 1985.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *